Edição do Espraiado de Portas Abertas teve aipim como prato principal

A edição de outubro do Espraiado de Portas Abertas, iniciativa da Secretaria de Turismo e da Associação dos Moradores e Amigos do Espraiado (AMA) teve receitas feitas de aipim como prato principal. Além da iguaria, o visitante pôde degustar no último domingo (06/10) outras opções como costela de boi, galinha, carne seca e carne de porco.

O Espraiado de Portas Abertas une comida, boa música em um cenário que destaca o bairro rural do município. O passeio se completa com outras atrações como a visita à capela de São Jorge, construída há mais de 50 anos, já que o local fica aberto até às 17h. Outra opção de lazer é o EcoMuseu Bertha Lutz, que funciona dentro da sede das Unidades de Conservação Municipais vinculada à Secretaria de Cidade Sustentável.

No sítio Alto Espraiado, além da música com os cantores do projeto Pratas da Casa, os visitantes puderam saborear um arroz com carne de cordeiro. Como lazer, a piscina natural foi disponibilizada para quem quisesse se divertir.

“É muito gratificante termos o reconhecimento das pessoas de que o nosso espaço é agradável e familiar. Tem a piscina natural, gastronomia de qualidade e a boa música dos Pratas da Casa e de outras bandas que trazemos para alegrar”, afirmou a proprietária Adriana Cotrin.

Jornalista e chefe de cozinha, Rosana Lobato, de 46 anos, levou sua família para curtir o Espraiado de Portas Abertas. “Acho uma iniciativa muito bacana porque reúne o povo de Maricá e deveria ter mais espaço como esse. A cidade está crescendo como um todo. É um primeiro passo para depois se organizar, crescer e atrair o turista”, avaliou a moradora de Jacaroá.

Morador da Barra de Maricá, Marcelo Santos, de 50 anos, é frequentador assíduo do projeto. “Já é a 4ª vez que venho e é muito legal. Um espaço bom para todas as pessoas de qualquer idade, seja jovem, crianças e idosos. É um ambiente muito agradável”, recomendou o motorista.

Comentário